Como superintendente geral emérito, Don Owens sugeriu que todo movimento de Deus tenha declarações convencionadas. Nós acreditamos que a Igreja do Nazareno nasceu no coração de Deus e que ela continua a ser uma expressão do mover de Deus em nosso mundo.

A igreja revelou certo grau de genialidade quando, um século atrás, expressou os elementos não negociáveis — declarações convencionadas — da fé bíblica em oito simples, mas profundas, declarações de fé no Manual da Igreja do Nazareno:

 Declaração de Fé Convencionada

26.  Reconhecendo que o direito e privilégio de alguém ser membro de uma igreja se baseia no fato da sua regeneração, devemos requerer somente uma declaração de fé essencial à experiência cristã. Julgamos, portanto, que será suficiente crer nas seguintes breves declarações.

Cremos: 

26.1. Que há um só Deus — o Pai, o Filho e o Espírito Santo.

26.2. Que as Escrituras do Antigo e do Novo Testamentos, dadas por inspiração plena, incluem toda a verdade necessária à fé e à vida cristã.

26.3. Que todo o ser humano nasce com uma natureza corrompida e é, portanto, inclinado ao mal, e isto continuamente.

26.4. Que aquele que continua impenitente até o fim fica perdido eternamente e sem esperança.  

26.5. Que a expiação mediante Jesus Cristo é para toda a raça humana; e que aquele que se arrepende e crê no Senhor Jesus Cristo é justificado, regenerado e salvo do domínio do pecado.

26.6. Que os crentes, depois da regeneração, deverão ser inteiramente santificados pela fé no Senhor Jesus Cristo.

26.7. Que o Espírito Santo testifica do novo nascimento e também da inteira santificação dos crentes.

26.8. Que o nosso Senhor voltará, os mortos serão ressuscitados e se realizará o juízo final.

Nós cremos em Deus. Revelado como Pai, Filho e Espírito Santo, Ele é amor santo e luz; infinito e existencialmente eterno; Soberano sobre o universo; santo por natureza, atributos e propósitos; onipotente, onisciente e onipresente.

Nós cremos na inspiração e autoridade das Escrituras. Nós mantemos que a Palavra de Deus é a fonte primária de revelação para o conhecimento de Deus. Dr. H. Orton Wiley, que ajudou a moldar nossa teologia em nossos anos formativos, escreveu: “Nós concluímos que as Escrituras foram dadas por inspiração plena…de maneira tal e, em grau tal que a Bíblia se torna a infalível Palavra de Deus, a Regra de Fé e Prática na Igreja” (Christian Theology, Vol. 1, pg. 170).

Nós cremos na singularidade de Jesus Cristo. “Disse-lhes Jesus:‘Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim’” (João 14:6). Nós cremos que “em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos” (Atos 4:12)

Nós cremos que, subsequente à salvação, os crentes devem ser inteiramente santificados através da obra do Espírito Santo. Nós ainda cremos que na obra da inteira santificação, o coração do crente é purificado de todo pecado e que o crente cheio do Espírito Santo é capaz de amar a Deus de todo o coração, alma, mente e força e amar ao próximo como a si mesmo. Nós cremos que o crescimento na graça, e as disciplinas de uma vida santa são uma necessidade constante, para que esta seja totalmente santificada à vontade e propósitos de Deus.

Nós cremos na Igreja, “a aliança do povo de Deus feito novo em Cristo Jesus” (Manual, parágrafo 15), como a visível expressão da presença e missão de Deus no mundo.

Estas são nossas declarações de fé!

Efésios 4:12-13 deixa claro que todo esforço deve ser feito para os crentes serem aperfeiçoados “para a obra do ministério, para a edificação do corpo de Cristo; Até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo” Isto, a Bíblia declara, nos previne de sermos levados por todo vento de doutrina que sopra sobre o plano religioso.

Nós instamos nossas igrejas, nossas instituições educativas, e nosso povo em geral a aderir a  estas declarações de fé. Vamos colocar de lado toda e qualquer coisa que nos distraia de nossa missão de fazer discípulos semelhantes a Cristo nas nações.

—A Junta de Superintendentes Gerais

Fevereiro de 2010

 

Enter Search Criteria

 

Project Number: Description: Region: GlobalAfricaAsia PacificEurasiaMesoamericaSouth AmericaUSA/Canada

 

no go: